O IASC (International Astronomical Search Collaboration) é um programa de ciência cidadã que começou em 2006, fundado por Patrick Miller, professor na Universidade de Hardin-Simmons, em Abilene, Texas. Este programa utiliza telescópios em todo o mundo para captar imagens do céu que são depois distribuídas pelas escolas e analisadas pelos alunos com o objetivo de identificar objetos que se deslocam rapidamente contra o padrão das estrelas fixas. Desta forma, as escolas contribuem para a descoberta de novos asteroides, ajudando a diminuir parte do risco associado a estes objetos que poderão eventualmente estar em rota de colisão com a Terra.

Em Portugal, o projeto deu os primeiros passos em 2007, por ação do NUCLIO e de Leonor Cabral (membro do NUCLIO e, na altura, professora na Escola Secundária da Cidadela, Cascais). Ao longo dos anos, temos vindo a contar com a participação de centenas de escolas portuguesas, e também de outros países de expressão portuguesa, e de milhares de alunos, produzindo milhares de deteções, das quais muitas mereceram a atribuição de uma designação provisória do MPC (Minor Planet Center), a organização oficial responsável por recolher dados e catalogar asteroides.

Três destes objetos foram mesmo confirmados como novos asteroides, tendo já sido oficialmente aceites os nomes propostos pelos descobridores para dois deles. Assim, temos o Lusitano (2012 FF25), cuja descoberta se ficou a dever a equipas de quatro escolas: Escola Secundária D. Maria II, de Braga, Escola Secundária Luís de Freitas Branco, de Paço de Arcos, Escola Secundária D. Inês de Castro, de Alcobaça, e Escola Secundária de Valpaços; o Fado (2017 BF79), descoberto por uma equipa da Escola Secundária Dr. Manuel Gomes de Almeida, em Espinho; e o 2012 KD19, descoberto por uma aluna da Escola Secundária D. Inês de Castro de Alcobaça.

A coordenação do projecto em Portugal tem sido feita por Ana Costa, membro do NUCLIO, e está agora a cargo de Álvaro Folhas, professor de Física e também membro do NUCLIO. Todos os anos são lançadas novas campanhas, sempre com muito bons resultados!

Para participar nas Campanhas de Asteroides IASC/NUCLIO, contactar Ana Costa ou Álvaro Folhas através do email: iasc@nuclio.org

O NUCLIO proporciona sessões de esclarecimento para explicar todo o processo e o uso do software Astrometrica. Os interessados deverão contactar-nos através do mesmo email.

Mais informação sobre o IASC: http://iasc.cosmosearch.org/