O projeto Learning from the Extremes aborda as desigualdades de acesso à educação digital em áreas remotas, com baixa conectividade e acesso limitado ou inexistente a recursos educacionais digitais.

Este projeto vai financiar escolas de áreas remotas e de baixa densidade populacional na aquisição de infraestruturas, ferramentas e conteúdos TIC. As escolas participantes contarão ainda com apoio para delinear e concretizar um plano de desenvolvimento digital, com formação de professores e parcerias com outras escolas e com a comunidade.

➤ A 15 de maio vai ser lançado o concurso para que as escolas apresentem as suas propostas e possam obter apoio. O financiamento dos projetos selecionados será de 10 000 a 20 000 EUROS e estes terão uma duração até 12 meses.
O convite à apresentação de propostas ficará aberto durante 4 meses para dar oportunidade às autoridades educativas e às escolas de prepararem as suas propostas.

Convidamos todos os interessados que queiram conhecer melhor o projeto a participar numa sessão online de esclarecimentos.

Datas:*

  • 14 de maio – 9h30
  • 18 de maio – 18h30

Inscrições aqui

*NOTA: As sessões de 14 e 18 de maio já decorreram. Se tem interesse em conhecer melhor o projeto, inscreva-se e sugira no formulário datas e horas possíveis para reunirmos-nos e nós entraremos em contacto consigo.

PROGRAMA

  • 15 min – Introdução ao projeto Learning from the Extremes
  • 15 min – O Modelo HECC – Highly Equipped and Connected Classroom (Sala de Aula Altamente Equipada e Conectada)
  • 30 min – Exemplos de boas práticas
  • 60 min – Discussão sobre a submissão de propostas

No contexto do projeto, as escolas remotas e de baixa densidade populacional seguem a definição de escolas em zonas predominantemente rurais, conforme a definição do Eurostat, i.e., a freguesia tem de ter uma classificação DEGURBA de 3, que pode ser consultada em https://ec.europa.eu/eurostat/web/nuts/local-administrative-units, no ficheiro EU-27-LAU-2021-NUTS-2021.xls.

➤ Em Portugal, as escolas TEIP que se encontram nesta classificação terão prioridade.

Mais sobre o projeto:

O projeto envolverá mais de 100 escolas rurais de 10 países europeus (Grécia, Portugal, Chipre, Croácia, Irlanda, Finlândia, Bulgária, Romênia, Itália, Espanha).

Learning from the Extremes é co-financiado pelo programa PPPA da Comissão Europeia com o acordo de subvenção No.LC-01760255/10105266 LfE

Para mais informações, visite o site do projeto, bem como as redes sociais:

http://www.learningfromtheextremes.eu/

https://www.facebook.com/learning.from.the.extremes/